domingo, 6 de maio de 2012

Parte 2

- Ah... e porque é que me estás a dizer isso a mim ?
- Tu sabes bem porquê. - Revirei os olhos - Só quero que saibas que eu sou incapaz de ter alguma coisa com ele. Primeiro porque ele nem faz o meu género, apesar de ser bastante querido, e depois por tua causa.
- Não te preocupes, eu fico bem.

Dei-lhe um beijo na face e sorri:
- Vamos voltar para dentro pode ser?

Demos as mãos uma à outra e continuámos a dançar.
O João chegou, juntamente com o Rui. Notava-se que já se tinham enfrascado um bom bocado e... que o Rui não estava assim só da bebida. Ganza, para variar. Voltei a lembrar-me das palavras dele há dois ou três dias atrás: "adorava comer uma gaja, que ela se atirasse a mim e.. fosse o que Deus quisesse" . Iuckkk, mas é que nem quando os porcos voarem eu curto com ele!
Olhei em redor e vi toda a gente completamente maluca. Eu devia ser uma delas. Tinha os pés a doer imenso mas não conseguia parar. Era mais forte que eu. Roçei-me na minha melhor amiga, a dançar claro. Mas só nela, é a pessoa em quem eu mais confio neste momento, e por isso posso abrir-me como quiser. Senti-me tonta outra vez. Talvez fosse do calor...

Olhei para o lado e vi o Bernardo! Estava mesmo liiindo. E veio mesmo na minha direção. E sorriu.

- Olá feio nojento, estás bom?
- Sim e tu otária?
Sorri-lhe como resposta.
Deu-me um abraço apertado e um beijinho na bochecha.

Acho que é por isso que eu gosto tanto dele, é um grande estupido mas ao mesmo tempo é muito querido. Voltou para o pé dos amigos, mas sempre no meu campo de visão. Ele dançava, eu dançava. E ficámos assim durante 5 minutos... Até que o vi com uma rapariga. A curtir. Mas não consegui perceber quem era ela ...





(...continua)

2 comentários:

Diaana Santos disse...

Olá! Já li aquilo que escreveste e tou a gostar, ansiosa pelo próximo! Sigo *.*
beijinhos

José Eduardo disse...

Gosto do teu blog
Seges o meu novo? ;)
Continua, tas a ir bem neste blog recente :)